-  -  -  - PharmaNatural
ARTIGOS 0
TOTAL 0,00€

EMAGRECIMENTO

INÍCIO » EMAGRECIMENTO
CYNASINE DIETMED

CYNASINE DIETMED

CYNASINE® COMPRIMIDOS

Com Alcachofra e Borututu

Ação hepatoprotetora.

Ação colagoga e colerética.

O fígado é capaz de desintoxicar, eliminar, armazenar e sintetizar inúmeras substâncias químicas a partir de nutrientes provenientes da dieta, mas também da respiração ou da pele. Uma vez que a adoção de uma alimentação variada e equilibrada nem sempre é fácil de manter, aliada a uma vida stressante e cheia de agentes intoxicantes (poluição atmosférica, pesticidas, álcool, drogas, etc), é importante utilizar Suplementos Alimentares ou Produtos à Base de Plantas que tenham uma ação protetora hepática.

A Linha Cynasine® é constituída por um conjunto de três Suplementos Alimentares (comprimidos, solução oral e gotas), todos contendo uma base de Alcachofra e o Borututu e, um quarto produto em ampolas, o Cynasine® DETOX com Alcachofra e BrassicareTM.

A criação da Linha Cynasine®, 100% natural, constitui uma mais-valia para o fígado e vesícula biliar, de modo que estes desempenhem os respetivos papéis no organismo, trabalhando convenientemente.

Os constituintes das três apresentações (comprimidos, solução oral e gotas) da Linha Cynasine®, apresentam as seguintes propriedades:

Alcachofra:

A sua designação em Latim é Cynara scolymus L. Considerada durante muito tempo uma hortaliça rara, é hoje abundantemente cultivada nas regiões atlânticas. Pertence à família das Asteráceas (Compostas), sendo utilizada as folhas. É constituída por cinaropicrina, cinarina, ácidos aromáticos, flavonoides derivados da luteolina, mucilagem, pectina, inulina, fitosteróis e sais minerais. A cinarina (além dos ácidos aromáticos e dos flavonoides) é a principal responsável pelas propriedades da Alcachofra:

Ação hepatoprotectora;

Benéfica na icterícia;

Ação colagoga e colerética;

Antioxidante;

Propriedades digestivas;

Benéfica nos excessos alimentares e alcoólicos.

Alecrim:

A sua designação em Latim é Rosmarinus officinalis. É muito cultivado e pertence à família das Lamiáceas. Utilizam-se as folhas e o óleo essencial. O óleo essencial é constituído de alfa-pineno, cânfora e eucaliptol. Possui ainda flavonoides, ácidos polifenólicos e derivados do ácido cafeico (ácido rosmarínico), taninos, constituintes amargos do tipo lactonas diterpénicas, ácidos triterpénicos e álcoois triterpénicos. Apresenta as seguintes propriedades:

Atividade colerética, colagoga, antiespasmódica e hepatoprotectora;

Nas doenças dispépticas;

Na anorexia;

Nas digestões lentas e flatulência por disquinesia biliar;

Externamente no reumatismo e nos problemas circulatórios.

Borututu:

A sua designação em Latim é Cochlospermum angolense. É uma árvore que habita em África, em particular em Angola. Pertence à família das Cochlospermáceas, sendo utilizada a raiz. É constituída de quinonas, catequinas, polióis e bioflavonoides.

Apresenta as seguintes propriedades:

Em caso de colesterol elevado;

Em caso de hepatite;

Nas afeções do fígado e da vesícula;

Está também indicado em situações de esteatose hepática e icterícia;

Ação colerética, laxante e suavemente purgativa;

Externamente, em caso de herpes, chagas e afeções da pele.

Cardo Mariano:

A sua designação em Latim é Silybum marianum L. Pertence à família das Asteráceas (Compostas), sendo utilizados os frutos secos. É constituída por silimarina (mistura de 3 flavanolinhanos: silibina, silidianina e silicristina), flavonoides, óleo com uma elevada proporção de ácido linoleico, oleico e palmítico, tocoferol e esteróis. Tem ainda um constituinte amargo, ácidos orgânicos (ácido fumárico), poliinas, proteínas e pequena quantidade de mucilagem. Apresenta as seguintes propriedades:

Ação hepatoprotectora;

Ação colagoga e colerética;

Ação regeneradora das células hepáticas;

Antioxidante;

Digestivo;

Tónico estomacal;

Hemostático;

Benéfica nos excessos alimentares e alcoólicos.

Celidónia:

A sua designação em Latim é Chelidonium majus L. Pertence à família das Papaveráceas. Utilizam-se as partes aéreas floridas e o látex recente. É constituída por alcaloides do grupo isoquinolina, ácidos orgânicos (málico, quelidónico, cítrico), flavonoides, saponina e carotenoides. Apresenta as seguintes propriedades:

Ação antibacteriana;

Ligeira ação analgésica;

Sedativo e espasmolítico;

Nas dores espasmódicas das vias biliares e trato gastrointestinal;

Na anorexia.

Ginkgo Biloba:

A sua designação em Latim é Ginkgo biloba L. Pertence à família das Ginkgoáceas, sendo utilizada as folhas.É constituída por ginkgólidos A, B, C, J e M, flavonoides e biflavonóides, proantocianidinas, glúcidos, ácidos gordos, fitosteróis e sesquiterpenos.

Apresenta as seguintes propriedades:

Antioxidante;

Útil em problemas cognitivos e de memória associados à idade;

Inibem a agregação plaquetar, prevenindo a formação de coágulos;

Alívio dos problemas circulatórios, em particular a nível cerebral;

Útil na claudicação intermitente;

Em caso de dor de cabeça e ansiedade, resultantes da insuficiência vascular cerebral;

Útil em caso de tonturas ou de zumbidos.

Salva:

A sua designação em Latim é Salvia officinalis. Pertence à família das Lamiáceas (Labiadas), sendo utilizadas as folhas, partes aéreas floridas e óleo essencial. É constituída por óleo essencial e sesquiterpenos, isoflavonas, flavonoides, constituintes amargos, diterpenóides, triterpenóides, ácidos fenólicos e taninos. Apresenta as seguintes propriedades:

Antimicrobiano e antissudorífero;

Na diaforese (transpiração) excessiva;

Na falta de apetite;

Em dispepsias;

Colerético e antiespasmódico;

Na menopausa, dismenorreia, amenorreia e climatério;

Externamente, em inflamações das mucosas, adstringente e antimicrobiano.

Taraxaco:

A sua designação em Latim é Taraxacum officinale. Pertence à família das Asteráceas (Compostas). Utilizam-se as raízes e as folhas. As raízes contêm: constituintes amargos, polifenóis (fitosteróis, flavonoides, derivados da apigenina e da luteolina), triterpenos, inulina, mucilagem e sais minerais. As folhas contêm flavonoides, constituintes amargos e sais minerais (em maior quantidade do que na raiz).

As raízes apresentam as seguintes propriedades:

Nas alterações do fluxo biliar;

Estimula a diurese;

Na perda de apetite;

Na dispepsia;

Na obesidade, acompanhada de retenção de líquidos;

Em todos os estados que beneficiam com a diurese (gota e afeções urinárias).

Vitamina C:

Vitamina importante no Crescimento ósseo e do tecido conjuntivo, cura das feridas, antioxidante.


INDICAÇÕESBaseiam-se nas utilizações tradicionais de cada um dos componentes. Entre elas incluem-se: Estimula a digestão. Ajuda o fígado e favorece a secreção biliar.

COMPOSIÇÃO

Diluente: celulose microcristalina, ácido l-ascórbico, Cynara scolymus (Alcachofra; extrato seco da planta contendo pelo menos 2,5% de cinarina), Rosmarinus officinalis (Alecrim; flores e folhas), Cochlospermum angolense (Borututu; raiz), Silybum marianum (Cardo Mariano; extrato seco da planta contendo pelo menos 3% de silimarina), Chelidonium majus (Celidónia; raiz), Ginkgo biloba (extrato seco das folhas contendo pelo menos 24% de heterósidos flavónicos), Salvia officinalis (Salva; extrato seco das folhas contendo pelo menos 10% de polifenóis), Taraxacum officinale (Taraxaco; extrato seco das folhas), lubrificante: estearato de magnésio, antiaglomerante: dióxido de silício.


MODO DE USAR  2 comprimidos 3 vezes ao dia, de preferência antes das refeições. Não deverá exceder a toma diária recomendada.

CONTRA INDICAÇÕES

Não é recomendado em casos de obstrução das vias biliares, em doentes com gastrite, duodenite, úlcera péptica, síndrome do cólon irritável, doenças inflamatórias intestinais e doenças neurológicas acompanhadas de tremores ou convulsões. Não é recomendado em caso de insuficiência renal, tumores mamários estrógeno- dependentes e tratamentos farmacológicos com estrogéneos.

9,15€
ESCOLHA A QUANTIDADE